Apresentação do poeta de “A garota de Ipanema” por Lucas Buso (10º F)

Apresentação do poeta de “A garota de Ipanema” por Lucas Buso (10º F)

Leio pra não ficar alheio ao mundo que nos rodeia
Pra não cair na teia da retórica, herança histórica
Muito usada hoje em dia por quem detém o poder
Nessa desleal democracia

Por discordar desse estado, é que eu estudo
Por discordar desse modo é que eu mudo
Ao gosto de Augusto de Campos, Ronaldo Azeredo
Sem média, sem mídia, sem moda, sem medo

Busco o novo em meio a névoa da banalidade
Tenho a meu favor a curiosidade
Na poesia encontro ideias novas
Das trevas às trovas, antes preso hoje prosas

Por isso escrevo, que é pra não ser escravo
Por isso degusto Augusto e desbravo Olavo Bilac
Sente o baque, viola, tabaque, homem, moleque
Samba e rap, cartola e 2pac

Do conhecimento provo, não me privo
Me torno mais livre a cada livro, me livro
Do pensamento mais fútil, da cultura inútil
Que não passa pelo crivo

Momento raro e muito bonito, assistimos ontem à apresentação do poeta brasileiro Vinicius de Moraes pelo aluno Lucas Buso do 10º F. Perante uma plateia constituída por alunos de duas turmas do 10º ano (B e F), Lucas Buso apresentou o livro Antologia poética e a sua interpretação pessoal de alguns dos poemas incluídos nessa antologia, revelando uma profunda sensibilidade poética. Houve ainda tempo para ver e ouvir uma interpretação ao vivo do poema-canção “A garota de Ipanema” cantada e tocada por Vinicius de Moraes e Tom Jobim e ouvir Lucas Buso, no final, dizer “de cor” (isto é, dizer com o coração) um poema de Fábio Brazza (ver abaixo). Esta apresentação surgiu destacada no sítio do PNL (Plano Nacional de Leitura).

Share